quarta-feira, 30 de março de 2022

Medina vai ter 250 milhões de euros para baixar luz e gás


 Envelope deixado por João Leão prevê a redução da fatura das famílias com a eletricidade e das empresas com o gás. 

 Prestes a assumir a pasta das Finanças, Fernando Medina tem um envelope de 250 milhões de euros para reduzir a fatura das famílias com a eletricidade e das empresas com o gás, avança o Jornal de Negócios (acesso pago), notando, contudo, que as medidas concretas ainda estão por definir.

A verba consta do Programa de Estabilidade 2022-2026 classificada como uma despesa, apelidada apenas como “eletricidade e gás”. De acordo com o gabinete de João Leão, esse envelope de 250 milhões de euros inclui duas principais medidas. Uma delas incluiu a transferência do Fundo Ambiental para abater ao défice tarifário, que “se reflete numa redução da tarifa de acesso às redes” elétricas e, consequentemente, na fatura de eletricidade.

Segundo o Jornal de Negócios, em cima da mesa estão também “medidas de apoio às empresas para mitigar o aumento dos custos energéticos, nomeadamente o gás, que ainda estão a ser definidas”, acrescenta a mesma fonte oficial. O objetivo é atenuar a fatura para famílias e empresas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Proibição de carros novos a gasóleo e gasolina ameaça soberania da UE no setor

  O Tribunal de Contas Europeu alertou que a proibição da venda de automóveis novos a gasolina e a gasóleo a partir de 2035 pode por em ca...