segunda-feira, 22 de abril de 2024

Proibição de carros novos a gasóleo e gasolina ameaça soberania da UE no setor

 

O Tribunal de Contas Europeu alertou que a proibição da venda de automóveis novos a gasolina e a gasóleo a partir de 2035 pode por em causa a liderança europeia, por falta de competitividade sobretudo no fabrico de baterias.

Num relatório hoje divulgado, o Tribunal de Contas Europeu (TCE) destaca um possível choque entre o Pacto Ecológico Europeu e “a soberania industrial” da União Europeia (UE) com a aposta em veículos elétricos.

O TCE constatou que, apesar do grande apoio público, as baterias fabricadas na UE “continuam a custar muito mais do que o previsto”, o que afeta a competitividade dos automóveis elétricos europeus em relação a outros produtores mundiais, podendo também “levar a que os carros elétricos europeus não estejam ao alcance de uma grande parte da população”. Ler mais

Tempo de espera para rede de cuidados continuados aumentou em 2022

 

No final de 2022, aguardavam vaga para a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados 1.562 utentes, mais 19,24% do que no ano anterior e mais 23,09% do que no final de 2020. Nas ULDM concentrava-se o maior numero de utentes à espera. 

O tempo entre a identificação do doente para a rede de cuidados continuados e a existência de vaga aumentou em 2022, quando mais de 90% da população residia a uma hora ou menos de um ponto da rede com internamento.

Segundo os dados da monitorização da Entidade Reguladora da Saúde (ERS) hoje divulgados, houve uma tendência de agravamento da mediana de tempo desde a identificação do doente para a rede (referenciação) até que se encontrasse uma vaga, tanto nas Unidades de Média Duração e Reabilitação (UMDR) como nas Unidades de Longa Duração e Manutenção (ULDM), em todas as regiões. Ler mais

 

Renda acessível: 50% das casas destinadas a quem vive ou trabalha em Lisboa

 Filipa Roseta, vereadora da Habitação da Câmara de Lisboa, apresentou os dados da consulta pública da Carta Municipal de Habitação. 

“Iremos propor programas de renda acessível em que 50% das casas em concurso sejam destinadas exclusivamente a quem vive ou trabalha em Lisboa e as restantes destinadas a todos os candidatos”, adiantou a vereadora em comunicado, propondo que nas cinco freguesias do centro histórico, que sofrem maior pressão habitacional, a percentagem aumenta para 75% para quem aí vive ou trabalha, sublinhando que esta resposta se destina a dar solução a muitos que se vêem obrigados a abandonar a cidade e aos profissionais deslocados de profissões essenciais, como os enfermeiros, professores e polícias, que, por falta de habitação acessível, são forçados a recusar propostas de trabalho em Lisboa. Ler mais

A cor cinzenta do seguro de Responsabilidade Civil Profissional

 

No momento atual, onde a autonomia profi ssional e a independência ganham cada vez mais destaque, a proteção financeira e legal dos profissionais independentes é muito importante.
Entre as diversas soluções disponíveis no mercado para garantir essa proteção, o seguro de Responsabilidade Civil Profissional é fundamental. O seguro de Responsabilidade Civil em linhas
gerais, trata-se de um contrato pelo qual a seguradora compromete-se a cobrir os prejuízos financeiros decorrentes de danos causados a terceiros pelo segurado no exercício da sua atividade profissional, desde danos materiais até lesões corporais ou danos morais. Isso confere uma ampla
proteção ao profi ssional independente, qualquer que seja a natureza da sua atividade ou do tipo de serviço prestado.
Um dos principais benefícios do seguro de Responsabilidade Civil para Profissionais independentes é a garantia da tranquilidade proporcionada por saberem que estão protegidos contra possíveis processos judiciais. Numa sociedade atual onde os litígios são cada vez mais comuns, ter essa salvaguarda é decisiva para preservar o património pessoal e o sustento do profissional em caso de imprevistos. Ler mais

Gelados da Magnum com plástico e metal? Portugal não tem lotes em causa

 Unilever frisa que a segurança dos consumidores é a "principal prioridade". 

A Unilever decidiu proceder à recolha voluntária, no Reino Unido e Irlanda, de determinados lotes de multipacks de Magnum Clássico 100ml, "no seguimento de verificações internas de qualidade que indicavam a possível presença de pedaços de metal".

Esta decisão, esclarece a empresa, "não tem impacto em Portugal".

Em comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso, a Unilever frisa que a segurança dos consumidores é a "principal prioridade", "pelo que avaliamos os potenciais riscos para a saúde que advenham do consumo ou utilização dos nossos produtos".

Por este motivo, procedeu-se à recolha dos produtos afetados no Reino Unido e na Irlanda: "Os produtos que estão a ser recolhidos voluntariamente pertencem aos lotes L3324, L3325, L3326, L3327, L3328, com data de validade de 11/2025. Estas informações podem ser encontradas na lateral das embalagens dos multipacks de Magnum Clássico 100ml".

"Confirmamos que todos os nossos gelados que se encontram no mercado são seguros para consumo", frisa, ainda, a Unilever.

Segundo as publicações internacionais, esta não é a primeira vez que as agências pedem a devolução destes produtos, sendo este pedido o segundo em menos de um mês.

 

Saiba como vai funcionar o REV no seu carro: sistema de segurança é obrigatório a partir de julho

Os ADAS (‘Advanced Driver Assistance Systems’) nos carros vieram para ficar, em particular o REV, que vai ser obrigatório a partir de 6 de julho deste ano: se o acrónimo não lhe pareceu familiar, é quase certo que já o viu funcionar num veículo.

O REV é apenas mais um sistema da complexa estrutura de segurança nos veículos novos, tais como o alerta da mudança involuntária de faixa, sistema de travagem de emergência ou o assistente de ângulo morto. Mas a partir de julho deste ano, mais concretamente a partir de dia 6, este torna-se obrigatório.

O detetor de marcha-atrás é um sistema que alerta sobre a presença de pessoas ou objetos atrás do veículo durante a condução em marcha-atrás através de radares e sensores: os primeiros são os radares de médio alcance localizados nos cantos do para-choque traseiro. Funcionam ao emitir uma onda que é refletida por possíveis objetos e pessoas e, ao receber o salto, determinam a que distância estão, lembrou o jornal espanhol ‘El Economista’. Podem detetar um objeto a até 50 metros de distância.

 

Jogo online propõe aprofundar a literacia em fertilidade nos jovens do ensino secundário

 

A iniciativa, que pretende estar presente nas escolas portuguesas, coloca à prova os conhecimentos sobre fertilidade através de um jogo digital. Portugal é um dos quatro países da União Europeia a integrar o projeto. 

Como consciencializar os mais jovens para as questões da fertilidade? Um jogo online pretende desafiar os estudantes portugueses do ensino secundário no caminho desta consciencialização.

O jogo chama-se “FActs!” e foi criado pela Fertility Europe, uma entidade que representa mais de 30 associações nacionais de pacientes no campo da (in)fertilidade. Em Portugal, a coordenação deste projeto ficou a cargo da Associação Portuguesa de Fertilidade (APFertilidade). Ler mais

Proibição de carros novos a gasóleo e gasolina ameaça soberania da UE no setor

  O Tribunal de Contas Europeu alertou que a proibição da venda de automóveis novos a gasolina e a gasóleo a partir de 2035 pode por em ca...