terça-feira, 29 de março de 2022

ERSE prolonga medidas para atenuar impacto dos preços

 

Medidas visam "assegurar uma maior flexibilidade da atividade de comercialização de energia em mercado e evitar custos e riscos acrescidos para os consumidores".  

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) anunciou, esta terça-feira, que prolongou as medidas extraordinárias para os setores elétricos e do gás natural, aprovadas em novembro de 2021, destinadas a atenuar o "impacto negativo dos preços máximos históricos verificados nos mercados grossistas ibérico de energia".

Em comunicado, o regulador explica que "após uma consulta de interessados aos agentes do setor, a ERSE decidiu prolongar as medidas já existentes que visam assegurar uma maior flexibilidade da atividade de comercialização de energia em mercado e evitar custos e riscos acrescidos para os consumidores".  

"A ERSE decidiu prorrogar por mais três meses, até 30 de junho de 2022, a medida de fornecimento supletivo preventivo, que permite aos clientes finais serem fornecidos pelos comercializadores de último recurso em caso de inviabilidade do fornecimento pelos comercializadores originais", pode ler-se no mesmo comunicado. 

O regulador explica que esta "medida está especialmente orientada para uma saída controlada e programada dos agentes de mercado e uma adequada contenção de eventuais riscos sistémicos para o setor". 

Outra medida é a "possibilidade dos comercializadores mais vulneráveis a preço e sem outras formas de cobertura de riscos adquirirem energia através de leilões extraordinários de produção de origem renovável, permitindo a aquisição de energia em condições de maior estabilidade de preço e, consequentemente, com menor imprevisibilidade para os consumidores finais"

Sem comentários:

Enviar um comentário

IRS automático traz reembolsos mais cedo. Como saber se estará abrangido

  Por norma, o IRS automático é "uma forma mais rápida de receber eventuais reembolsos". Saiba se está abrangido.  T endo por base...