quinta-feira, 28 de outubro de 2021

“Ontem fui ao Porto de Porsche Taycan.

 

Post do director da Revista Turbo

“Ontem fui ao Porto de Porsche Taycan.

 No regresso. decidi testar o novo ponto de carregamento super-rápido da Ionity/Brisa, em Leiria.

Em 40 minutos “meti” 49,43 kwh, ou seja, aquilo que tinha gasto para fazer 190 km à incrível média de 104 km/h. Fiquei fascinado; foi o tempo de um jantar rápido e… seguir viagem.

 A mobilidade 100% eléctrica começava a fazer sentido para mim.

 Estava quase, quase - mesmo quase - a render-me. Até que, já em casa, recebi a factura: 57,24€!!!!!

 Assim: 18,13€ de energia e…31,13€ de utilização do posto (mais umas “taxinhas”).

 Eis o milagre que nos querem impingir.

 Ou acampamos ao lado de um ponto de carregamento baratinho que precisa de várias horas para satisfazer as necessidades de viagem, ou aderimos àquilo que apresentam como o milagre tecnológico e… pagamos mais caro do que se abastecermos de gasolina.

 Garanto que àquela velocidade, num 911, teria gasto menos de 20 litros para os 190 km. Ou seja, 40€. Paguei 57€ pela solução que os nossos governantes (e os de quase todo o Mundo) apresentam como “um fabuloso futuro”.

 Recordo: 18€ de “combustível/energia” e 31€ respeitantes ao ponto de carregamento.

 Uma pergunta para “um milhão de dólares”: o governo vai limitar a margem de lucro dos fornecedores de energia?

 Tretas!”

Sem comentários:

Enviar um comentário

Isto é o Povo a Falar 23-2-2024

  T4 - Direitos do Consumidor com Mário Frota #15 Ver mais